O Ninja do Master System! – Shinobi [KubGames]

Olá pessoal! A quanto tempo eu não faço uma análise não é mesmo? O motivo vocês já sabem, é só clicar aqui quer você vai ver. Bom, o jogo de hoje foi feito por uma empresa que eu particularmente não gosto muito: Sega (Sim, sou nintendista :p) Sem preconceito nem nada mas eu não gosto muito dos jogos dela.

Caçando o que fazer pela internet descobri que ela havia feito uma franquia que até então era desconhecida por mim: Shinobi. Como um gamer de respeito, queria começar realmente no início, no jogo de MasterSystem. Eu não tava botando muita fé mas cara… Que jogo legal.


Introdução

Shinobi é um jogo que como eu já disse nunca tinha ouvido falar. Por mais que seja uma das franquias mais conhecidas da Sega, eu não sabia de sua existência até baixar a ROM. Vamos ao que interessa, que é a introdução do game.

A tradução de “shinobi” é “ninja” em japonês, que eu acho que vocês sabem muito bem o que é não é mesmo? Agentes secretos furtivos, shurikens, Naruto, vocês sabem. Shinobi trata exatamente sobre isso, um ninja que tem que derrotar vilões (eu vou explicar melhor na parte da história). Tudo bem que ver um cara feito de pixels não dá a mesma emoção, mas ainda é fera.


História

Joe Musahi é um ninja bem treinado que recebe uma tarefa do governo para parar uma organização criminosa chamada “Zeed” (Algumas fontes também chamam de Ring Five). Seus integrantes estão sequestrando os filos de seu clã, e Joe vai para salvar eles e derrotar a Zeed de uma vez.

 


Jogabilidade E Mecânica

Shinobi é uma versão adaptada do jogo de arcade com o mesmo nome e não possui muitas diferenças dele. O problema é que aqui (na versão de Master System) a ação é mais lenta, o que tira um pouco da diversão de ser um ninja. A velocidade do protagonista não ajuda muito, mas de resto está bom. Você pode atirar, abaixar, pular, etc. Não são criadas muitas barreiras, mas o verdadeiro problema é a lentidão.

Existem 5 “mundos”, divididos em 4 fases (com exceção do primeiro que são 3). Para passar de fase você tem que ir matando os inimigos que estão no percurso até chegar no final. Crianças estarão espalhadas pelo mapa inteiro e vale a pena você salvá-las. Não é obrigatório, mas sempre que você salvar eles você vai ganhar algum powerup, como aumento na vida, aumento de pontos, aumento de dano, etc. Além disso elas te dão novos equipamentos que são úteis futuramente. O problema é que não tem como você saber qual equipamento vai vir, e dependendo da situação pode atrapalhar um pouco (como as “bombs” que atrapalham caso você queira continuar com as shurikens)

Uma das crianças vai dar a possibilidade de você ir para  a fase bônus que
 aparecerá depois no final da fase em que você estiver. O sistema delas consiste em você atirar shurikens nos ninjas que aparecerem. O problema dela é que ela é MUITO difícil.  Quando você ganhar (se você conseguir) você ganhará um Ninjutsu, que são as magias do jogo. As utilidades deles são múltiplas, como congelar  os inimigos da tela, ficar invencível, etc. O problema é que eu fui descobrir isso recentemente (quando estava planejando este post) porque eu quase nunca ganhava as fases bônus, e quando ganhava não fazia ideia do que eram aqueles quadradinhos (que indicavam o ninjutsu).

As fases possuem dois planos, o que permite você ir para o plano traseiro e plano da frente.

Você possui uma barra de vida, que pode (como já dito) aumentar com os powerups. O problema está que caso você morra, sua barra de vida extra e os outros powerups somem, dificultando a jogatina. Além disso, a quantidade de vida permanece na fase seguinte (ou seja, caso você esteja com  a metade da vida na Fase 1, na Fase 2 ela continuará na metade sem se restaurar). São esses e outros fatore pequenos que juntos causam problemas ao game.


Gráficos

Os gráficos são bons e agradáveis para o Master System. Eu particularmente achei eles muito bem feitos, sem ser de um “jeito jogado”. Os dois planos são bem detalhados e os personagens são bem feitos, cheios de pixels. Não tem muito o que falar deles, apenas que são ótimos para o console.

 

 


Dificuldade

Chegamos num ponto ruim de Shinobi. A dificuldade é exagerada em alguns pontos, tornando a jornada cansativa. E o pior é que durante a fase você passa um sufoco e o primeiro chefe, por exemplo, é fácil pra burro! Tudo bem que as duas primeiras fases são super fáceis, mas depois você começa a ficar encalhado em uma fase só, o que te deixa frustrado. Além disso perder todos os seus powerups depois de morrer só piora situação, deixando você muito irritado e vulnerável o suficiente para desistir do jogo. Eu por exemplo demorei para zerar porque fiquei encalhado no 3º chefe que só é difícil POR CAUSA DA MALDITA LENTIDÃO DO PERSONAGEM! Desculpem se eu estiver exagerando nisso, mas para mim foi um grande problema. O problema é quando você não perde por desatenção sua e sim por causa do próprio jogo.


Música

A música não é ruim, mas poderia ser mais diversificada. Eu achei ela muito parada (numa música só) para um jogo de ação como ele. Tudo bem que era o Master System, mas Alex Kidd tinha várias músicas e eram muito agradáveis de se ouvir (um dia faço review dele). Essa é a música que toca quase o jogo inteiro (se não o jogo inteiro)


Conclusão

Shinobi é um bom jogo, que traz ótimas experiências para o Master System. O que quebra ele são poucas coisas, mas que juntas formam um incômodo. Eu recomendo que você o experimente pois ele rende umas boas horas de jogo, principalmente para aqueles Retro Gamers.


pONTOS POSITIVOS 
  • Bons gráficos
  • Quantidade grande de tempo de jogo
  • Mecânicas interessantes
PONTOS NEGATIVOS
  • Dificuldade maçante que desestimula o jogador
  • Jogabilidade um pouco incomodante
  • Música repetitiva
  • Final de jogo inexistente (quando você rala tudo pra passar ele só aparece “Game Over”

Jogo: Shinobi

Gênero: Hack And Slash e Plataforma

Plataforma: Master System, Nintendo Entertainment System e Arcade

Desenvolvedora: Sega, Backbonee Entertainment e Square Enix Europe

 

 

 

~~~~Post originalmente lançado em KubGames, por LuiKpédia, no dia 14 de Abril de 2017~~~~